Header Ads

Phil Schiller desmente boatos sobre um iPhone mais barato

Essa semana surgiram alguns rumores (1,2) de que a Apple estaria trabalhando em uma versão mais barata do iPhone para atender os mercados emergentes, no entanto de acordo com uma entrevista dada ao jornal Shanghai Evening News por Phil Schiller (vice-presidente sênior de marketing mundial), esses rumores não passam de pura especulação, pois criar produtos baratos jamais será o futuro da Apple.


De acordo com ele, para todo produto que é criado, eles consideram utilizar somente a melhor tecnologia disponível (Tela Retina, design unibody) para disponibilizar o melhor produto ao mercado, ou seja, qualidade sempre em primeiro lugar. 

O que faz as pessoas ainda pagaram mais caro pelo iPhone é além da sua qualidade de construção e design (que é incomparável a qualquer outro smartphone - vide o iPhone 5), a experiência de usuário graças ao iOS que é um sistema rápido, estável e seguro, sem contar com os seus mais de 775 mil aplicativos e atualizações periódicas que são lançadas para todo mundo ao mesmo tempo.

Mesmo tendo pouca participação no mercado de smartphones, a Apple é a empresa que mais lucra com a venda de seus aparelhos, portanto seria necessário que ela tivesse um aparelho mais barato apenas para enfrentar a concorrência? Até hoje são as outras empresas que estão sempre correndo atrás da Apple, lançando uma variedade de produtos na tentativa de superá-la. Ao fazer isso acaba-se perdendo o foco, fator que tem sido crucial para o sucesso da Maçã.

Mas isso não quer dizer que ela jamais lançará um iPhone mais barato, afinal de contas quando o iPad foi lançado em 2010 Steve Jobs deixou claro que tablets de 7 polegadas eram ruins. 2 anos depois fomos surpreendidos com o iPad mini, que após algumas adaptações parece ter se mostrado uma excelente ideia. Tudo é apenas uma questão de perspectiva de mercado.

Mas pode ter certeza de que quando esse momento chegar, esse suposto iPhone mais barato não será feito com materiais de baixa qualidade só para reduzir seus custos e ter um preço mais aceitável para esses mercados.

Fonte: TNW


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.