Header Ads

Vale a pena trocar o iPad 2 pelo novo iPad?


Finalmente o novo iPad já está disponível no Brasil, e por incrível que pareça, por um preço mais atrativo. Com isso, você que já possui um iPad 2, que também ficou mais barato, deve estar se perguntando se vale a pena adquirir a nova versão ou se espera mais ano pela próximo versão. Confira agora as principais mudanças do novo iPad para avaliar se deve trocar ou não o seu atual iPad 2.



Tela Retina

Esta é sem dúvida a principal novidade do novo iPad. Com resolução de 2048x1536 pixels, ou seja, o dobro da tela do iPad 2, tudo fica incrivelmente mais nítido, sendo quase impossível distinguir os pixels. Quem possuía um iPhone 3GS e trocou pelo iPhone 4 sabe como é essa experiência.

Processador A5X

O processador do novo iPad é exatamente igual ao do iPad 2: dois núcleos de 1 GHz, no entanto, o chip gráfico possui quatro núcleos para suprir a Tela Retina. Por isso, você não notará diferença na velocidade, pois ela permanece a mesma em ambos os aparelhos.

Câmera iSight

A câmera do novo iPad possui 5 Megapixels e utiliza o mesmo sistema de lentes do iPhone 4S. Com isso, as fotos ficam muito mais nítidas. Ela também é capaz de filmar vídeos em 1080p. A câmera do iPad 2 possui apenas 1,3 Megapixels e grava vídeos em 20p.

Conexão Ultrarrápida

Embora o novo iPad suporte redes 4G LTE, como isso ainda não está disponível aqui no Brasil, isto não deve ser visto como um diferencial. No entanto ele já é compatível com a rede HSPA+, a qual já está sendo disponibilizada pelas operadoras brasileiras, com velocidade máxima de até ,2 Mbps, mas que alcança apenas 3 Mbps. O iPad 2 não suporte nenhuma dessas tecnologias.

Bateria

A bateria do novo iPad também tem a mesma duração do iPad 2, no entanto, ela é 70% maior pois a Tela Retina demanda mais energia. Por isso, para ser carregada completamente, ela leva mais tempo do que a do iPad 2.

Vídeos

Se você gostar de assistir filmes, seriados ou clipes, poderá vê-los em resolução nativa de 1080p (Full HD). Embora o iPad 2 aceite vídeos nesta resolução, eles sofrem downscale para a resolução da tela, que é de 1024x760

Conclusão


O novo iPad não é mais rápido que o iPad 2, pois o processador é o mesmo, e embora o chip gráfico seja quad-core, serve apenas para dar conta dos 3,1 milhões de pixels da Tela Retina.  Em muitos casos, os jogos que foram otimizados para a nova tela, sofrem de quedas de taxas de quadros devido a quantidade de pixels.

Se a Apple tivesse adotado um processador quad-core também, a história seria outra, no entanto isso exigiria mais da bateria, e não seria possível oferecer as mesmas 10 horas de duração. Outro problema é que nem todos os aplicativos, especialmente jogos, foram adaptados para a Tela Retina, o que os deixará muito pixelados e com baixa qualidade.

Mesmo a câmera sendo muito melhor, é difícil imaginar alguém usando a frequentemente para tirar fotos ou gravar vídeos. No Brasil não temos redes 4G LTE, mas as operadoras já estão oferecendo o 3G+, que suporta a rede HSPA+, com uma velocidade média de 3Mbps.

Embora não seja nada grave, o novo iPad pesa 50g a mais além de ser 0,5mm mais espesso que o iPad 2. A grande maioria afirma não sentir diferença, mas há sempre aqueles que reclamam disso e afirmam que o peso extra faz diferença.

Portanto, só vale a pena trocar o seu iPad 2 pelo novo modelo somente se você realmente precisa da Tela Retina (leituras, ver vídeos), da câmera melhorada e de uma conexão 3G que é um pouco mais rápida do que atual. Se este não é o seu caso, é melhor esperar mais um ano pelo novo modelo, quando a Apple deverá adotar um processador de 4 núcleos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.