Header Ads

Superaquecimento do novo iPad não de passa de mais um exagero da mídia

Já parece até mania criar algum tipo de defeito para cada lançamento de um aparelho iOS. O "heatgate", como já andam dizendo sobre o fato do novo iPad esquentar mais que a versão anterior, não passa de puro sensacionalismo para atrair mais visitas aos grandes meios de comunicação.

O novo iPad realmente esquenta mais, mas não é nada de outro mundo. Isso se deve a sua bateria 70% maior e a tela Retina, com mais de 3 milhões de pixels. Com isso, a PC World resolveu fazer um teste para comparar a temperatura com mais 3 outros tablets: o iPad 2, o Galaxy Tab e o Asus Eee pad Transformer.



Como se pode observar, após jogar por mais de 1 hora conectado à tomada, o novo iPad ficou apenas 3.3, 2.7 e 1.1 graus mais quente quanto comparado ao iPad 2, Transformer Prime e o Galaxy Tab, respectivamente. Quanto foi comparado somente usando a bateria, o Galaxy Tab ficou mais quente que o novo iPad.

A diferença de um tablet pra outro é mínima, e não deve ser vista com o tamanho que a mídia anda divulgando, muito menos como um motivo para não comprar o aparelho, que definitivamente é o melhor da categoria.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.