Header Ads

Review: ShadowGun (atualizado)


ShadowGun, utilizando a engine gráfica Unity, traz uma nova experiência para o iOS, com gráficos que se assemelham aos dos consoles, e por trazer uma atmosfera que lembra muito a famosa série Gears of War. É uma experiência nova e que apesar de não ser perfeito, mostra o quanto jogos para plataformas móveis poderão avançar no futuro.

Em ShadowGun você assume o papel de John Slade, um mercenário no ano 2350 que tem como missão resgatar o cientista Dr. Simon da Toltech Enterprises, que fugiu levando diversos equipamentos de laboratórios e que está testando mutações genéticas em uma população nativa. O personagem principal lembra muito os grandalhões de Gears of War, porém com a única diferença é que aqui você não possui um time para auxiliá-lo nos combates.


A jogabilidade é muito boa, e tem poucas botões na tela. A sua disposição está o D-pad para mover o personagem, um botão para atirar e ativar portas e abrir baús, outro para recarregar sua arma e uma opção para trocar de armas. A mira é manual, o que garante uma maior liberdade na hora de atirar nos inimigos. Além disso, o jogo utiliza um sistema de cover, onde ao se aproximar de paredes e proteções, você automaticamente se agacha ou se esconde atrás delas, permitindo atirar em segurança.

Não há uma grande variedade de inimigos, porém a inteligência artificial deles até que funciona, pois muitas vezes eles se escondem atrás de muretas e outras coisas para se protegerem, e muitas vezes atacam em grupo. Eles estão divididos em mercenários, aranhas robôs e pequenas naves, e até algumas máquinas com armamento pesado.


Também há parte para um pouco de exploração, como achar chaves para abrir portas, ativar elevadores, e até  puzzles, como apertar uma sequência de números na ordem em que são mostrados. Ao todo são 10 fases, que possuem uma boa longevidade. Segundo a desenvolvedora, são mais de 6 horas de jogo. Você passará por corredores e plataformas cheias de inimigos, e surpreendentemente nada disso torna o jogo repetitivo demais, mantendo um bom ritmo e diversão. Durante uma fase ou outra há batalhas contra chefes também.

Agora o ponto forte e que chama mais atenção são os gráficos. Utilizando a engine Unity, tudo é muito bem detalhado. Os personagens são bem feitos, os cenários coloridos e com boas texturas, além de passar um ar de grandeza também. O framerate é muito bom, e ele roda suavemente (pelo menos no iPad 2 e iPhone 4). Com certeza um dos jogos mais bonitos já lançados para o iOS, ficando no mesmo nível de Infinity Blade.


O som também agrada bastante. Músicas de rock ajudam a dar um clima mais pesado e durão, e até a dublagem se mostra eficiente e com uma boa atuação dos dubladores. Talvez os úncos problemas sejam a falta de mais opções aos controles, como poder evadir ou usar golpes físicos, e também a falta do modo multiplayer, mas que deve ser liberado numa futura atualização.

Concluindo, ShadowGun é um excelente jogo de tiro em terceira pessoa, que apesar das semelhanças com Gears of War e alguns pormenores, se mostra um passo a frente mostrando o caminho da indústria de jogos para plataformas móveis, que estão cada vez mais trazendo experiências de consoles para o iPhone, iPad e outros smartphones e tablets. Com certeza vale a pena conferí-lo, especialmente se você gosta de jogos do gênero.

Atualização: ShadowGun recebeu um novo pacote de expansão, com 4 fases, um inimigo e uma arma nova, além de novas animações e também um botão para rolar.




Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.